#Fevereiro, o (re)começo

domingo, fevereiro 01, 2015



Bem, vocês já sabem, eu não vou dizer que fazer dieta está complicado, [não quero repetir-me], vou antes confidenciar-vos que comer de forma saudável está "difícil p'ra burro". São os vestígios do Natal e a preguiça de Janeiro que provocam estes danos colaterais, potencialmente extensíveis ao resto do ano. E quando chegar o Verão, em vez de escolher um #fatkini, mais vale comprar logo um fato de mergulho, daqueles bem apertados que custam a passar nas ancas, com spandex por todo o lado. 

Sentimentos de culpa à parte, também devo relembrar os meus caros leitores que estou disposta a redimir-me. Para isso criei um plano de motivação pessoal para começar a comer de forma equilibrada. Começamos por onde? Ora começamos justamente por uma carne alentejana, sem ameijôas, com muitas batatas fritas caseiras, que comi no passado Sábado. Calma! Foi só para me despedir. Temporariamente, claro.

A seguir, encarnamos um personagem. Sim, um personagem. Exploramos todo o nosso glamour e todo o nosso sex appeal tal e qual da forma como somos. Com ou sem six pack. É por isso que me fantasiei de anjo da Victoria's Secret, enrolada nos meus boás de penas favoritos! Vocês já sabem "once a diva, always a diva"! É óbvio que todos nós duvidamos que as modelos da Victoria's Secret se pavoneiem na passerelle com fitas métricas penduradas ao pescoço, mas o propósito da minha sessão fotográfica "fitness-burlesque" não seria atingido sem este acessório (com)prometedor.

E depois, é despir. Por favor, não me interpretem mal... não comecem a andar por aí como vieram ao mundo, para isso já é mais do suficiente as meninas do Secret Story, ok? O que eu queria dizer é que observarmo-nos ao espelho é um exercício muito importante, e consequentemente, muito libertador. Esta é a segunda vez que ponho a barriga ao léu, e confesso que adorei a experiência, mesmo que me venham dizer que eu não posso substituir a Jéssica Athayde no próximo desfile da Cia Marítima. Continuo a defender que as mulheres não se medem pelas curvas que têm nem pelos números que vestem, mas é importante termos consciência donde estamos e para onde queremos ir. E em Fevereiro, essa segunda oportunidade de começo que nos é dada a todos por igual, é urgente que nos consciencializemos das promessas todas que balbuciamos, optimisticamente, nos primeiros dias de Janeiro



E quando se olharem ao espelho, relativizem. Sim, relativizem. Não conseguem? É fácil. Ponham uma música mexidinha, façam uns "mooves" sensuais e conquistem a pessoa que está do lado de lado. Essa pessoa será sempre a mais importante da vossa vida. É dela que devem cuidar. É a ela que devem cativar. É a ela que nunca devem perder de vista. Combinado? Espero que sim! Desde que me entreguei a este projecto de consultoria de lingerie onde trabalho que aprendi (e muito) a minimizar "defeitos" físicos, principalmente os meus. Não que nunca tivesse convivido bem com o meu corpo, muito pelo contrário. Sempre fui abençoada com a graça do amor próprio. Se houve alguma vez em que me amei menos, desamei-me por causa das minhas atitudes e não por causa do meu aspecto físico. Passar os dias a observar corpos femininos, dá-nos uma ideia bem realista de como somos e onde nos encaixamos. 

E depois comecem aos poucos, tirem uma coisa aqui, substituam outra ali. Ninguém vos obriga a comer papas de aveia com mirtilos ao pequeno almoço nem a comprar um liquidificador para inventar sumos detox estranhos e verdes esparregado. Ninguém é melhor do que vocês para conhecer o corpo que vos pertence. Não se anulem. Doseiem-se. Isso será o suficiente. E mexam-se. Mexam-se um pouco mais do que aquilo que já se mexem. Dancem enquanto fazem o jantar, vão a pé para o trabalho, percorram e descubram os vossos bairros, substituam as rectas pelas escadas... e se tiverem força o suficiente, voltem ao ginásio e nunca, nunca parem.

Eu era mulherzinha de me levantar às 6:45 da manhã para ir ao ginásio. Mas depois que mudei de casa, desisti do Pump Fitness Spirit por causa da localização... ai que saudades! Saudades de pedalar que nem uma doida nas aulas de Bike, enquanto dizia interiormente para mim mesma: "aqueles cabrões! vou passar-lhes por cima!". Vêem como o exercício é libertador?! Saudades de abanar-me descoordenamente sem pensar nisso e simplesmente deixar-me levar pelas aulas de Dance... vou recolher assinaturas para abrirem um Pump na baixa! Alinham?

E por fim, enfrentar os números. Começamos com 75.2 kg, 98 cm (peito), 90 cm (cintura) e 110 (coxas). Como é evidente, os 8 kgs que voltaram desde o ano passado alojaram-se no piso inferior do meu corpo: na barriga, nas coxas, nas pernas e no bumbum, mas daqui a um mês voltamos a falar [ou a chicotear-me conforme os resultados]. E como não resisto a mostrar-vos uma vez mais as minhas "peneiras" despeço-me com uma foto quase igual à primeira... [convenhamos, isto de ser bloguer amadora e tirar fotos sozinha nunca dá lá muito certo]. Há por aí alguém cuja resolução deste ano também seja ficar mais "fit"? Espero que o método de motivação CC vos ajude [nem que seja a divertir-vos].


[imagens: ccstylebook | soutien desportivo: panache lingerie]

Deixe um comentário

0 comments