#Ao meu pai

sábado, abril 25, 2015


Que me ensinou a ser livre. 
E que há-de continuar a lembrar-mo sempre que eu me esquecer.

Deixe um comentário

0 comments