#Jardim da Paz

quinta-feira, maio 14, 2015










Há coisas maravilhosas que nós só descobrimos ao fim de alguns anos... A estória repete-se. Cheguei atrasada, é verdade, mas os tesouros orientais da Quinta dos Loridos ainda lá estão para quem os quiser admirar [e para quem esteja em falta, tal como eu estava].

Uma pequena viagem até ao Bombarral, deixa-vos às portas do maior jardim oriental da Europa, o Bacalhôa Budha Eden. São 35 hectares de protesto [a sua construção teve como objectivo condenar a destruição dos budhas gigantes de Bamyan].

O passeio, longo, e acidentado [prepare-se para subir e descer montes se não lhe apetecer ir no comboio habitual que dá a volta à quinta] faz-se entre budas, alguns robustamente dourados, pagodes, estátuas de terracota e esculturas várias distribuídas por entre a vegetação. Pode-se descansar à sombra das árvores ou junto do lago por onde passeiam os peixes KOI.

Se acreditar na sorte, e na tradição, esfregue bem a barriga dos budhas da escadaria central. Se não lhe fizer diferença nenhuma, deixe-se apenas respirar num lugar único onde a primeira coisa que vai sentir a encher-lhe o corpo é um misto de paz e tranquilidade. Cinco estrelas.

[imagens: ccstylebook]

Deixe um comentário

1 comments

  1. Muito bom e lindo!
    O que a CC nos mostra.
    Gostei.

    ResponderEliminar