#Dizer adeus às nossas estórias

segunda-feira, junho 08, 2015


"Você tem um talento inato para contar estórias. Conta estórias muito boas mesmo! Até para si mesma, sabe disso... mas não sei se sabe que as suas estórias não passam de estóriasEssas estórias que constrói não podem ser mais fantásticas do que a sua vida. Não podemos proteger-nos eternamente atrás do nosso imaginário. Não viva baseada numa estória que não sabe na realidade se ela a fará feliz."

Confesso que me doeu (bastante) ouvir isto. Foi uma espécie de murro no estômago sem aviso. Eu sempre me achei capaz de tudo, mas disto não sei... Como é que nos despedimos das estórias que construímos à medida? Como é que lhes dizemos adeus? Como é que nos deixamos ficar em paz, à mercê do presente, sem sonhar com um bocadinho do futuro?  

Eu percebo a extensão dos danos colaterais que o não dizer adeus às nossas estórias pode provocar. Esta ânsia de chegar a um destino aonde tudo será perfeito é uma ilusão, no entanto, falta-me coragem para abandonar aquelas que são 'as minhas estórias'. Os meus contos de fada. Os meus 'foram felizes para sempre'. Acho que nos falta um bocadinho de coragem a todos nós...

Eu entendo esta urgência. A vida não pode ser uma eterna espera. Não a devemos interromper enquanto aguardamos pelos momentos certos, pelas pessoas ideais, pelos trabalhos perfeitos... Por muito que nos custe a admitir, isso são só desculpas para não vivermos tudo o que temos à nossa frente. Seguir a 'estória' que temos preparada é sem dúvida muito mais seguro. Temos um guião, ainda que imaginário... Sabemos de antemão o que irá acontecer e com que altos e baixos é que podemos contar [a nossa mente é capaz de criar estórias mais fantásticas do que a própria vida. que tramada, hein?!]. Seguir a vida, sem saber o que ela vai ser, é assustador.

Crescemos, mudamos, revoltamo-nos, resignamo-nos e continuamos a acreditar que 'aquela' estória, a tal, a mesma desde o inicio, é a que faz sentido para nós. É um erro. O que eu aprendi, ainda que a duras penas, é que tal como o calendário, os nossos sonhos e as nossas estórias também precisam de ser actualizadas. Não faz mal reescrevermos o guião que tínhamos preparado. Não faz mal mesmo.


Deixe um comentário

1 comments

  1. " Essas estórias que constrói não podem ser mais fantásticas do que a sua vida."
    Sem duvida alguma.
    Força, CC, tem tanto coisa boa para partilhar, viver, receber.
    Beijinho

    ResponderEliminar