Dieta: no Verão ou no Inverno?

terça-feira, julho 14, 2015

Na minha casa existem algumas palavras proibidas. Dieta é uma delas. Basta pronunciá-la para termos uma família inteira à beira de um ataque de nervos. Nós gostamos (mesmo) de comer. O pai, a mãe, as filhas [até os animaizinhos cá de casa, quando existiam, costumavam estar acima do peso recomendado]. Aliás, na Terceira, toda a gente gosta de comer. Qualquer motivo é um bom motivo para se dar uso às cozinhas. Qualquer. Por mais pequeno que seja.

Marcam-se jantares porque o santo padroeiro da freguesia saiu à rua. Marcam-se jantares porque os primos, em septuagésimo grau, chegaram da América. Marcam-se jantares porque alguém fez, faz ou fará anos. Marcam-se jantares porque apetece e porque, por enquanto, a gente da Terceira não troca um bom convívio à mesa por qualquer outro divertimento que possa ser maior do que este. 

Com tantos eventos gastronómicos é difícil manter a linha no Verão. Ninguém vai dizer que não à sobremesa que a tia preparou, nem à receita do bolo da avó que atravessou gerações, nem ao licor caseiro que o vizinho do lado trouxe. Não fica bem. Dizem que é de mau gosto [não ter gosto]. Muita gente, minha conterrânea, ainda acredita que "gordura é formosura". A minha avó materna fartava-se de mo dizer. Eu nunca acreditei muito nesta relação causa-efeito, mas para manter estas "pernas gordas, mamas grandes" é necessária alguma dedicação. As avós é que sabem. E sabem-no muito bem.

Apesar de tudo, acho que é mais fácil perder peso no Verão, única e exclusivamente por causa do calor. A temperatura por cá tem andado na ordem dos 28ºC, mas isso não é de todo mau. O que é mau é a humidade que se faz sentir. Estes dois factores juntos estão a dar cabo de mim, ou melhor, espero que estejam a dar cabo de toda a "gordura coalhada" que armazenei nos últimos meses à conta dos salamaleques todos que me afectaram emocionalmente.

Embora pudesse ter caído no erro de hibernar como os ursos, acabei por me inscrever no ginásio no dia 1 de Julho num acto não de loucura, mas sim de determinação. E não vou dizer-vos que está a ser maravilhoso, porque não está efectivamente, mas para quem esteve prostrada, na sua poltrona, a procrastinar, voltar a levantar o bumbum da cama às 8:00 da manhã para ir malhar é mais do que motivo de orgulho para esta mulherzinha que vos escreve. 

No primeiro dia, a personal trainer que me fez a avaliação perguntou-me quais eram os meus objectivos ao ter-me inscrito no ginásio e eu respondi-lhe: "mostrar a mim própria que eu consigo" porque ao fim destes meses todos aprendi uma coisa que me soa (muito) bem actualmente: as batalhas que travamos connosco próprios são as únicas que merecem o nosso suor. 

Deixe um comentário

2 comments

  1. "mostrar a mim própria que eu consigo"
    Muito bem!

    Mas comer bem, sabe bem de mais (desculpe as repetições).

    ResponderEliminar
  2. Força com esse ginásio! **

    beijinho,
    - Miss Grace -

    ResponderEliminar