E agora o que é que vai ser de nós?

segunda-feira, julho 27, 2015



A nossa relação nunca foi perfeita. Mas eu não quero desistir dela. O que é que é eu não sei, só sei que de ti me afasto e a ti regresso. Tenho saudades, muitas saudades, de tudo aquilo que não vivemos. Não sei se é possível sentir-se saudades daquilo que não se viveu, mas eu sinto. 

E deixa-me que te diga, somos uns grandes parvos. Tu e eu. Enquanto pudemos estar juntos não estivemos, e agora com a distância que se impõe pelo meio, eu quero, quero muito que estejamos juntos. O amor dá um trabalho do caraças, não dá? Quero recomeçar desde o momento em que nos perdemos, mesmo que signifique perdermo-nos outra vez. Eu arrisco. 

O mais complicado das relações é a comunicação. Falámos tanto e nunca nos ouvimos. Ainda hoje descubro coisas sobre ti sobre as quais nunca conversámos. Perdemos tanto tempo a debater-nos, eu mais do que tu. Mas a vida é aquilo que eu já disse antes, "quando perdemos a capacidade de nos apaixonar, começamos a questionar tudo." Podia ter sido tão mais fácil. Mas não foi.

Vou continuar a pedir-te que fiques na minha vida. Mesmo que haja um oceano pelo meio. Desde que entraste, nunca mais saíste dela, ainda que eu te tenha mandado embora várias vezes. Cresci tanto nestes últimos anos... e aprendi muito estando ao teu lado. Aprendi também que as relações não se melhoram com intervalos. Melhoram-se juntos. E era isso que devíamos ter feito desde o dia um. Desculpa. Desculpa toda a confusão que foi. 

Eu sei que disse coisas que não devia ter dito. Eu sei que escrevi coisas que não devia ter escrito. Eu sei que fiz coisas que não devia ter feito. Mas eu também sei reconhecer quando me dói o coração e quando começo a não conseguir disfarçá-lo mais. O meu peito não sossega sem saber de ti, sem ouvir de ti, sem falar contigo. Gostar de alguém sempre foi para mim uma tortura. Mas eu gosto de ti. Eu gosto mesmo de ti. Mesmo que às vezes me esforce mais por te afastar do que por te aproximar. E agora o que é que vai ser de nós? 


Deixe um comentário

8 comments

  1. Bem vinda ao clube . Vi nas tuas palavras um pouco da minha dor neste momento . Fiz coisas que não devia ter feito, disse o que não devia ter dito mas gosto dele , ainda que amar seja um risco , eu arriscomprei ama-lo para toda a vida ❤

    Convido-te a ler o que acabei de escrever :http://universewomanbyjoana.blogspot.fr/2015/07/um-amor-e-uma-cabana.html


    Beijinhos,
    Joana Sofia Campelo do blogue Universe Woman By Joana

    ResponderEliminar
  2. CC, somos umas palermas.
    Vá, reconquiste-o.
    Beijimho

    ResponderEliminar
  3. CC dá-lhe! <3

    És linda! Ele é um xuxu! Caraças, não entendo os jogos do amor, são mesmo tramados.
    O amor tem que ser o principal elemento e estar determinados em prol disso também, por isso, espero que ambos queiram muito ficar juntos e que assim sejam felizes, por que não há tempo para intervalos, que estes sejam preenchidos com beijos.

    Adorei o teu texto!! Força aos dois!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Quando se ama, nada é difícil.
    O que torna difícil é o orgulho e a traição.

    ResponderEliminar