Estar desempregada não é um rótulo

segunda-feira, agosto 24, 2015

A minha mãe tem-me apresentado às pessoas assim:
"Esta é a minha filha, a que não tem emprego"
[precisamos rever o protocolo urgentemente]

Deixe um comentário

9 comments

  1. De entre todos os rótulos que podias ter, a tua mãe podia ter escolhido um melhor! Como por exemplo "Esta é a minha filha, a que solta amarras e se solta das opressões" ... Era mais comprido, mas era melhor ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Xena, a princesa guerreira" :P
      Vou tentar, como quem não quer a coisa, fazê-la pensa noutras hipóteses mais poéticas!
      Obrigada pela sugestão. Beijinho! And... may the force be with you!

      Eliminar
  2. Concordo com a Inezzitah. Ou isso ou "Esta é a minha filha, aquela que agora tem tempo para matar saudades e faze-me um bocadinho de companhia" (AKA a-parte-boa-de-não-estar-empregada). Life is too short to use small sentences :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom ponto de vista Vânia, não tinha pensado nisso, mas vou ter em conta essa dica!
      Concordo plenamente contigo, "life is too short to use small sentences!"

      Eliminar
  3. Mães!
    Bom, poderia dizer " esta é a minha filha disponível"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É quase um sinónimo Maria!
      Bom... é o jeito dela :P
      Beijinho

      Eliminar
    2. Eu sei que e um sinónimo, mas "disponível" é mais leve.

      Beijinho

      Eliminar
  4. Eu também estou desempregada, mas quando isso vem ao de cima na conversa, a minha diz sempre «a patroa dela era horrível e ela não gosta de ser explorada»...xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa versão é bem melhor Ana e a minha mãe também a podia usar porque de facto os meus patrões eram uns monstros! Eram 3 sócios, cada um pior que o outro, mas ela prefere a ideia pobrezinha da vassalagem e da desgraça... É uma "drama queen" desde que me lembro! Beijinho grande! Tamo junto!

      Eliminar