À espera do que nunca se espera

segunda-feira, fevereiro 08, 2016


Devo advertir-vos: preparem-se. Não será um post fácil, mas também não é de todo o mais difícil. Já escrevi outros tantos em condições emocionais bem piores. Durante estes dias em que estive ausente a minha vida deu uma volta de 360º graus e durante os próximos meses não parará de girar em torno de uma coisa feia chamada cancro. É isso. É essa a notícia. Eu tenho cancro. Diagnosticaram-me uma leucemia, depois de uma série de exames para tentar perceber de onde vinha o cansaço extremo que sentia, as arritmias descontroladas, as palpitações, a sede, a desidratação e as infecções, nomeadamente das mucosas da boca. 

O timing foi um pouco estranho porque recebi a noticia no dia em que um tio meu faleceu. Os meus pais já estavam arrasados... imaginem como ficaram. Estávamos a sair do cemitério quando o laboratório de análises me ligou a pedir que seguisse directamente para o hospital, o mais rápido possível. O caminho entre a Praia da Vitória, a minha cidade, e Angra do Heroísmo, onde fica o hospital, foi feito em lágrimas na companhia da minha irmã. Eu já sabia o que tinha, antes mesmo dos médicos mo dizerem. Era uma espécie de sexto sentido óbvio. Muitas horas de urgência, SO e um internamento obrigatório. Algumas transfusões de sangue pelo meio e um voo para apanhar, no dia seguinte, até Lisboa, na companhia de uma equipa médica responsável pela evacuação. Ansiedade, nervos, mas nunca revolta. Eu e o "meu" Deus temos as nossas coisas bem resolvidas. Nem me dei ao trabalho de perder tempo a perguntar-me porquê eu? Somos todos filhos do mesmo homem. Somos iguais. E a prova disso são todas as pessoas que se passeiam aqui pelo hospital nas mesmas condições em que eu me encontro.

Estou internada no serviço de Hemato-Oncologia dos Hospital dos Capuchos. Começo a quimioterapia esta semana. Tenho mantido a calma, apesar de nesta altura as emoções fluírem como se fossem um carrinho de choque... Mas tenho recebido tanto amor de tanta gente que ainda não tive tempo de me ocupar com pensamentos menos positivos. Dizem que o amor verdadeiro regressa sempre e isso, garanto-vos, é mesmo verdade. As minhas amigas não demoraram um segundo em virem até cá, os telefonemas chovem de minuto a minuto e os meus pais têm sido apoiados de uma forma indescritível. Estou muito grata. E estou de coração cheio... Afinal de contas não é este bicho, feio, maligno, que me vai impedir de continuar a ser feliz. Vou é passar a ser feliz com menos cabelo e com menos força nas pernas, com mais dores no corpo e com mais percalços pelo meio, mas o coração, esse, vou fazer os possíveis para continuar intocável.

As estórias do CC hão-de ser agora um bocadinho mais viradas para o ambiente hospitalar. Para além da distracção óbvia e da paixão tamanha que tenho pela escrita, acho que faria todo o sentido comunicar-vos a entrada neste novo capítulo da minha vida. Conto com todos vocês aí desse lado. Um beijinho desde a minha nova morada, cama C21.

Deixe um comentário

36 comments

  1. Olá Cátia! De vez em quando vou dando um saltinho a este teu cantinho. Todas as energias positivas deste lado para esse. Muita força e coragem. Esse bicho feio vai ser derrotado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Siena pelo saltinho, não deixes de vir, toda a companhia será bem-vinda e sim, vamos, todos os juntos, aniquilar este bicho malvado! Obrigada!

      Eliminar
  2. Cátia, estás entregue em boas mãos, e por isso vais vencer, pois tens ainda muito para viver e ser feliz, é um capitulo menos bom que se irá encerrar da melhor forma.E vai dando noticias, pois quem te segue gosta de saber que estás desse lado, e não esqueças, pensamento positivo sempre, pois é meio caminho andado para a recuperação. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Angel, as tuas palavras sabem-me muito bem.E sempre que puder escrever não deixarei de dar notícias! Um beijinho muito grande!

      Eliminar
  3. catia muita forca estamos todos com as nossa enrtgias positivas viraras para ti vai tudo correr bem so o pessamento positivo que mostrars ter ja e muito bom e uma grande vitoria bjx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lisandra, lembro-me de ter vindo visitar a tua mãe neste mesmo hospital onde estou. Vou tentar continuar motivada e cheia de força! Obrigada pelas tuas palavras e pelo teu carinho! :)

      Eliminar
  4. Olá Cátia, já tinha dado pela falta dos teus posts. Perguntava-me o que teria acontecido. Neste momento desejo-te que permaneças sempre com pensamento positivo. É mais um obstáculo que será superado. Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que sim Isabel. Prometo ir contando as novidades enquanto puder!
      Beijinhos e obrigada!

      Eliminar
  5. Cátia não sei se lembra de mim sou a Cristina esteticista. Espero que vença esta batalha e o que precisar já sabe estou a disposição. Um grande beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não me lembro?! Obrigada Cristina! Obrigada pelo apoio! Beijinhos

      Eliminar
  6. Já tinha sentido a sua dos seus posts!!! Acredite, tudo irá passar. Muita luz!!!Bjnhs, Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Adriana, é bom sabê-la aí desse lado :) Beijinho

      Eliminar
  7. Cátia, achei tão estranha a sua ausência.
    Pensei numa gripe ou algum trabalho jornalístico fora dos Açores.
    Entrei agora no FB.
    Fiquei sem palavras.
    Apetece-me ir aí dar-lhe um abraço.
    Está aqui no meu coração e pensamento.
    Deus vai resolver as coisas, com a coragem que a Cátia tem.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que sim Maria. Espero que tudo se vá resolvendo, dia após dia.
      Beijinho. Obrigada.

      Eliminar
  8. Se a jovem portuguesa (envio o link) a viver no Brasil servir de estímulo para esta batalha, escute-a. Vai ficar bem acompanhada.
    Conheci-a pessoalmente, em Braga e, pode crer, é uma vencedora.
    Uma beijinho, Cátia.

    http://minhavidacomigo.com/

    ResponderEliminar
  9. Pimpas estou aqui para tudo e um par de botas. Laviu...

    ResponderEliminar
  10. Cátia, não a conheço pessoalmente, mas conheço-a o suficiente para saber que é uma pessoa espetacular com uma alma do tamanho do mundo. Sei também que é muito forte e que vai continuar a sê-lo neste momento menos fácil. Força e tudo vai correr bem. Adoro as suas estórias e vou continuar a lê-las com toda a certeza. Daqui deste cantinho do Norte vai um abraço bem apertado no para uma amiga, que apesar de ser da minha filha, é também um bocadinho minha, se mo permitir. Disponha porque a distância não é nunca um obstáculo. Beijo grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, obrigada pelas suas palavras tão ternas...
      Permito sim, posso ser filha, sobrinha, afilhada, tudo o que quiser...
      Beijinhos enormes e uma vez mais obrigada pelo apoio e pelo pensamento em mim!

      Eliminar
    2. Obrigada, Cátia. Fico feliz por me deixar ser um bocadinho sua também. Vou sabendo de si pela Raquel. Força de furacão, sim? Beijo doce. Sofia

      Eliminar
  11. Não costumo comentar muitas vezes, não porque não goste do que leio, mas porque nem sempre sinto que tenha alguma coisa a acrescentar. Neste caso, as palavras servem de muito pouco, mas não consigo seguir em frente sem deixar aqui o meu apoio, a minha esperança e o meu desejo de que tudo isto passe depressa e em breve regresses a casa, para junto dos teus.
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Inês, as palavras servem sempre, aquecem o coração!
      Beijinhos grandes e obrigada pelo apoio!

      Eliminar
  12. Muita força, com a graça de Deus, vais ficar boa.

    ResponderEliminar
  13. As única palavra que sei dizer é FORÇA! beijinho da ilha ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Força é por si só suficiente! Beijinhos :)

      Eliminar
  14. Meio atordoada a olhar para o écran... Desejo-te muita força para esse combate, és uma mulher de fibra, vais dar cabo desse bicho malvado!
    Sem nos conhecermos, aceita um abraço do tamanho do mundo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aceito sim Assunção, soube que nem ginjas! Obrigada pelo apoio! Beijinhos

      Eliminar
  15. Cátia, um grande beijinho cheio de força! É continuar a apoiar-te no "Deus", na família, amizades, na vida. Tudo correrá pelo melhor.


    Marta Cabral*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Marta, espero que sim! Beijinho grande :)

      Eliminar
  16. Olá querida! Costumo dizer que adoro os teus textos, sobretudo pelo senso crítico com uma pitada de sarcasmo pelo meio, que eu continuo a adorar. Mas, verdadeiramente digo-te que não posso "gostar" de ler algo assim porque na verdade, não é algo bom pelo qual vais passar, porém, quero que saibas que continuarei aqui com o mesmo carinho, a espera de notícias do teu tratamento e com o coração a pedir a Deus que te dê forças para sair dessa curada, que é o mais importante.

    Um grande beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Clênia, o teu apoio e a tua fé é muito importante para mim neste momento! Um beijo enorme :)

      Eliminar
  17. Em primeiro lugar um grande beijinho e muita muita força e coragem que é precisa em doses industriais nesta altura! Sei que vais superar esta batalha, tive um amigo muito próximo que aos 23 descobriu que tinha um linfoma, foi difícil mas foi uma batalha ganha assim como será a tua! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Mariza, e um beijo enorme para o teu amigo!

      Eliminar
  18. Um beijinho de muita força. A vida vai sorrir-te, certamente. Ficamos cá a torcer por ti.

    ResponderEliminar