A primeira coisa que o cancro me fez tolerar

domingo, junho 19, 2016

Erros ortográficos e/ou gramaticais. Parece ridículo, certo?! Estavam à espera de uma coisa bombástica, não estavam? Um bocadinho mais complexa, não? É no mínimo estranho. Eu sei. Mas é a verdade. E vocês sabem como é, ou melhor como sou, eu nunca consigo mentir. É um defeito de fabrico. Gigante. Mentir dá muito jeito no mundo de hoje em dia, eu é que nunca tive muito jeito para isso. Eu não sou uma purista da língua portuguesa, muito menos uma grande jornalista. Gosto muito pouco de elitismos. E ainda menos de faltas de humildade hipócritas. Eu gosto de contar estórias e também cometo erros quando as conto, mas vocês não imaginam o nervoso miudinho que me dá, ou melhor, que me dava, quando recebia mensagens com erros... Baixava-se-me logo o oxigénio no sangue, logo, logo.

E já que estamos numa onda de confissões, lamento admitir que apesar de tudo, ainda não consigo "levar" com pessoas que têm tendência a mastigar pastilha elástica, de boca aberta, perto de mim. Manias. Todos nós as temos. Deve ser da quimio... é muito "veneno" dentro de mim (e ele tem de ser expurgado por algum lado... ainda bem que não é expurgado a "envenenar" outras pessoas)! Em todo o caso, e na generalidade dos factos, acho que o cancro nos faz tolerar menos coisas. Isto hoje está um bocado complicado para me expressar... Peço perdão, mas estou sem medicação há uns dias para ver se os glóbulos brancos finalmente sobem. O que eu quero dizer é que não estou certa que fique mais tolerante depois disto. 

Ora voltemos lá aos erros ortográficos. Com a quantidade de mensagens com que uma pessoa é "abalroada" inicialmente, têm-se que perdoar as muitas "forcas" que nos enviam, entre outras coisas mais graves (bom, uma forca para quem tem cancro já é suficientemente grave, não acham?). Obviamente que estou a aproveitar-me da realidade para brincar com ela, mas muito honestamente, o cancro ensinou-me a aceitar erro ortográfico por erro ortográfico. São meros erros ortográficos. Não são erros intencionais e isso é o que importa. O amor e a preocupação não se medem por aí (e ainda bem que não). Seria o apocalipse se assim fosse. Ainda bem que me fez perder esta mania terrível... Oxalá me fizesse perder outras que (também) não fazem grande falta.

O que faz falta é mais amor. É isso. Tá dito. Ou melhor escrito. 
Isto hoje estava difícil...

Deixe um comentário

6 comments

  1. Mas mentir nunca, mesmo que dê jeito.
    Honestidade acima tudo, tal como fizeste com este texto.
    Um beijinho grande cá de casa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Isabel.
      Mentir nunca. Não faz parte de mim...
      Mas sabe, é muito difícil manter-se honesto hoje em dia.
      Um beijo :)

      Eliminar
  2. Está muito giro o teu texto e muito verdadeira a tua mensagem :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Expurga o "veneno" que tens dentro de ti contra as pessoas más, que te fazem mal, que deitam para baixo, e que te chamam de "coitadinha, tem uma doença"
    todos nós podemos ter ou vir a ter essa doença maldita e ninguém é coitadinho por causa disso; é coitadinho sim quem tem má índole e quem faz maldades às pessoas e animais indefesos - esses sim são os verdadeiros coitadinhos!!!! acho que já te disse qq coisa do género, mas são essas pessoas que eu não tolero mesmo!!!
    beijinhos e força aí nos glóbulos brancos - puxa-os para cima com toda a força do teu pensamento e com toda a força das orações de quem te lê!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "veneno" que carrego nas veias só actua mesmo quando mastigam pastilha elástica de boca aberta perto de mim :) Se me permites partilhar contigo uma coisa que me ensinaram, "não existem pessoas totalmente boas nem pessoas totalmente más". Não me sinto uma coitadinha e acho que isso já foi suficientemente explorado aqui. E o que importa, isso sim, é que os glóbulos brancos arranquem e para arrancarem é preciso muita energia positiva e muito amor. Não falemos mais de coisas que não sejam isso. Obrigada pelas orações! Beijinhos

      Eliminar