Puzzle

quarta-feira, setembro 14, 2016



Neste puzzle poucas coisas fazem sentido. Dei-me conta que nunca me fotografei tanto na vida. Aliás, sempre que vou para o hospital, até me posso esquecer da roupa interior, mas nunca do caderno, da caneta, da máquina fotográfica e do computador. Gosto de contar estórias. Nos (e dos) momentos mais difíceis. Esta é a minha. Uma delas. Tenho a mania de contar os ciclos de quimioterapia pelos dedos das mãos. Nunca fui lá muito boa a fazer contas. Só sei que o pseudo-último termina no dedo do meio. Perfeito. E sim, ando à procuro da peça em falta. 

Deixe um comentário

2 comments

  1. Tenho fé que este é o último ciclo.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fé eu tenho, está é difícil de começar... e terminar.

      Eliminar