Helena Isabel

quarta-feira, janeiro 04, 2017

Diz que a passagem de ano foi no sofá. [nestas idades, quando não se tem fígado decente, e quando se consome drogas, variadas, ao desbarato, mais vale não cometer excessos, porque em excesso, ando eu, o ano todo]. Não havendo nada melhor para ver, caí na tentação de sintonizar o canal 4. [que eu tanto adoro]. E, enquanto o relógio não confirmava que eu, efectivamente, tinha conseguido chegar a 2017, decidi dar uma hipótese aos portugueses. Sim. Aos portugueses. Porque em relação aos programas do canal e à Teresa Guilherme já estamos conversados. [ah, não se lembram. eu recordo-vos. está tudo aqui].

Diz que este último reality-show(o secret story 6), foi dos piorzinhos. [tão piorzinho, que já ponderam substituir a Teresinha pela Tininha]. Outro amor de perdição que eu tenho. Portanto, se for, realmente, para continuar na mesma direcção, parece-me que estão, de facto, no bom caminho. A única pessoa que lucra com a troca é obviamente a Micaela Oliveira que vai ter de puxar muito pela cabeça para fazer mais 3 mil vestidos transparentes. [a Teresinha até tentou, mas não resultou]. No entanto, não nos desviemos da questão principal.

Ganhou a Helena Isabel. E, mesmo sem ter seguido o programa, [e não digo isto para parecer iluminada], ela era, sem dúvida, a minha preferida. No entanto, as audiências de Domingo à noite da ilustre autora do CC foram todas para o The Voice Portugal. [que, nesta edição, não surpreendeu horrores, e que se a produção não fizer nada, bate no piorzinho qualquer dia]. Infelizmente, no The Voice Portugal, o meu preferido não ganhou. Reconheço o esforço e dedicação do Fernando Daniel. A música corre-lhe nas veias, mas ele é demasiado Tony Carreira para mim. Criança que fui e homem que sou, e nada mudou. [além de me soar fanhoso quando o vejo nas entrevistas]. A gente embirra sempre com quem não gosta. Estava a torcer pelo Francisco Murta. [estava a torcer tanto que até votei!]. Eu sou assim... Porque, como diziam os sábios, quem não sente não é filho de boa gente.

Aos sábados à noite, estou vidrada no Shark Tank. Não por causa dos negócios, (que não são negócios), que aparecem por lá, mas sim por causa dos tubarões. Que também não são tubarões porque, pelo que ouvi dizer, não investem (realmente) nada. Mas adoro. Volto a reforçar a ideia. Adoro. O João Rafael Koehler. Ele vai directo ao assunto. Todos vão. Mas ele vai de uma forma tipo penso rápido. Zás! Já foste(s). Quando o homem fala, os pseudo-empresários que lá vão entram em modo manequim-challenge. Ninguém mexe. É bom demais para se perder.

Bom dado, que agora, os leitores já conhecem as minhas rotinas televisivas... Ah, é verdade. Esqueci-me das Kardashians. [nada como ser eclético, minha gente]. É um reality show, sem qualificação possível, mas esse eu sigo. [a verdade, eu digo sempre]. Ora então, voltemos ao princípio. Ganhou a Helena Isabel. E a coisa ficou um bocado definida logo de inicio... o que tramou os planos da produção. A TVI aposta muito no fazer render o peixe... e perde por isso. Ainda assim, eu queria manifestar o meu profundo agrado para com os portugueses. [pelo menos os que votaram na Helena Isabel]. Foi a candidata mais votada de todos os programas do género. Porquê? Ora meus amigos... porque foi, literalmente, a primeira mulher, não transexual, com tomates, a entrar na casa. 

Os vencedores nunca agradam a toda a gente. [acontece o mesmo com os programas de televisão]. E com as apresentadoras e apresentadores. Agora quem anda por aí a dizer que a Miss Helena Isabel tem falta de personalidade, está com certeza, um bocadinho equivocado. [e nisto, tenho de dar a mão à palmatória, e concordar com o Quintino...o que eu nunca pensaria vir a fazer]. Falta de personalidade é seguir a matilha e... Esta mulher, cheira-se ao longe. Tem perfil de líder e não de subordinada. [dentro das suas fragilidades naturais]. Se calhar foi por isso que nem a produção, nem os adversários, nem a própria Teresa, deram conta dela, mas ela... deu conta de todos. Que sirva de lição.

Deixe um comentário

0 comments